Legumes pré-cortados e endotoxinas

As endotoxinas podem acumular-se em vegetais pré-cortados e prejudicar alguns dos seus benefícios.

Você deve se lembrar de quando apresentei a literatura da teoria da endotoxina em meu vídeo A Teoria da Endotoxina Exógenaque procurava explicar porquê uma única repasto de Salsicha e Ovo McMuffin poderia aleijado função arterial poucas horas em seguida o consumo. Talvez seja porque tal repasto causas inflamação poucas horas em seguida o consumo, induzindo endotoxemia de insignificante proporção, endotoxinas na manante sanguínea, porquê discuti anteriormente em meu vídeo Endotoxemia de bactérias mortas da mesocarpo. Endotoxinas são componentes estruturais de bactérias gram-negativas porquê E. coliporquê você pode ver aquém e às 0:35 no meu vídeo Os vegetais pré-cortados são também saudáveis?. Certos víveres, porquê mesocarpo moída, ter altas cargas bacterianas, portanto pensava-se que as endotoxinas nos víveres eram desencadeando a inflamação.

Críticos da teoria argumentou que, porquê já temos tantas bactérias vivendo em nosso cólon, tantas endotoxinas depositadas em nosso tripa grosso, mais algumas endotoxinas em nossa alimento não fariam muita diferença em termos de ocasionar inflamação sistêmica. Finalmente, nós ter murado de um quilo de bactérias puras lá embaixo, onde o sol não brilha, portanto pode ter murado de 30 gramas de endotoxina. A ração mortífero de endotoxina injetada por via intravenosa pode ser de unicamente alguns milionésimos de grama, portanto poderíamos ter um milhão de doses letais lá embaixo. No entanto, o aparente paradoxo é explicado pela compartimentalização. É localização, localização, localização.

O cocô é inofensivo quando está no cólon, mas não deve ser injetado na manante sanguínea ou comido, principalmente com gordura, pois isso pode promover a absorvência de endotoxinas no tripa franzino. Isso também vale para cocô muito cozido.

Uma vez que você pode ver no gráfico aquém e em 1:44 no meu vídeovocê pode ferver endotoxinas por duas horas seguidas, sem prejuízo em sua capacidade de induzir inflamação. Você poderia facilmente matar qualquer bactéria se fervesse sua sopa de cocô por tempo suficiente, mas não pode matar as endotoxinas que elas produzem, assim porquê não pode cozinhar a porcaria da mesocarpo. O consumo de mesocarpo contaminada com fezes não justificação unicamente intoxicação nutrir. Pode derramar-se na pele do bicho durante o processo de evisceração, quando o trato estomacal é rompido.

Mesmo quando os trabalhadores dos matadouros aparar Além da “contaminação fecal visível”, o próprio golpe pode, ironicamente, às vezes levar a um aumento de certas bactérias fecais, que se acredita serem causadas pela “contaminação cruzada resultante do manuseio para remoção da contaminação fecal” de uma carcaça para outra. Logo, mesmo quando devidamente armazenadas na geladeira, as endotoxinas começam acumulando junto com o prolongamento bacteriano, porquê você pode ver no gráfico aquém e às 2h30 no meu vídeo.

E quanto a outros víveres? Os maiores níveis de endotoxinas foram encontrado em carnes e laticínios, e os níveis mais baixos em frutas e vegetais frescos. No entanto, isso foi testar frutas e vegetais inteiros. “A maioria dos organismos deteriorantes não consegue penetrar a barreira superficial da vegetal e estraga os tecidos internos.” É por isso que frutas e vegetais podem permanecer nos campos o dia todo, ao sol. Mas, depois de abertos, as bactérias podem ter entrada aos tecidos internos e, em questão de dias, os vegetais podem iniciar a estragar. Logo, o que isso significa para todos aqueles vegetais pré-cortados convenientes hoje em dia?

Embora as endotoxinas não fossem detectáveis ​​na maioria dos vegetais não processados, uma vez dano protegendo as camadas externas protetoras dos vegetais, você diminui sua resistência ao prolongamento microbiano. Assim, embora cenouras e cebolas recém-cortadas comecem com níveis indetectáveis, dia em seguida dia depois de terem sido cortadas, você começa a ter o prolongamento de bactérias e, junto com elas, o acúmulo de endotoxinas – mesmo que tenham sido mantidas resfriadas no geladeira. Não tanto quanto a mesocarpo, mas também não é insignificante, porquê vocês podem ver no gráfico aquém e às 3:27 no meu vídeo. O suficiente para fazer a diferença? Você não sabe até testar.

O que aconteceria se você trocado pessoas entre víveres que devem ter uma fardo de endotoxinas menor e víveres que contêm mais endotoxinas? Por exemplo, passar de mesocarpo intacta, porquê um bife, e frutas e vegetais inteiros, para mesocarpo moída, vegetais pré-cortados e mais refeições prontas, porquê mostrado aquém e às 3:39 no meu vídeo. Depois de unicamente uma semana de dieta com insignificante texto de endotoxinas, a enumeração de glóbulos brancos das pessoas, que é um indicador da inflamação totalidade do corpo, derrubado em 12 por cento, depois aumentou em 14 por cento depois de unicamente quatro dias na dieta rica em endotoxinas. Eles também perderam meio quilo com a dieta com insignificante texto de endotoxinas e emagreceram um pouco a cintura.

Eles não estavam comendo dietas idênticas, no entanto. Parece que eles estavam comendo mais mesocarpo e queijo na dieta rica em endotoxinas e talvez recebendo mais aditivos alimentares nas refeições prontas. Logo, porquê sabemos que as endotoxinas têm um tanto a ver com isso? É aí que entra o estudo da cebola. Outro estudo foi elaborado com base em duas refeições que diferiam no teor de produtos bacterianos, mas eram nutricionalmente idênticas. Assim, os pesquisadores compararam a cebola recém-picada com a cebola pré-picada que foi refrigerada por alguns dias. A cebola pré-picada não estava estragada; ainda estava antes da data “consumir de preferência antes”. Logo, faria alguma diferença?

Três horas em seguida o consumo, a farinha de cebola fresca causou reduções significativas em vários marcadores de inflamação. É isso que as frutas e os vegetais fazem – reduzem a inflamação – mas estes efeitos não foram observados em seguida a ingestão das cebolas pré-picadas. Por exemplo, três horas depois de consumir cebolas recém-picadas, os pesquisadores observaram uma queda significativa no estado inflamatório, mas não houve mudança significativa três horas depois de consumir a mesma quantidade de cebolas pré-picadas, porquê você pode ver no gráfico aquém e às 5 horas. :06 no meu vídeo. Portanto, não é porquê se as cebolas pré-picadas causassem mais inflamação, porquê nos estudos sobre mesocarpo, ovos e laticínios, mas parece que alguns dos efeitos antiinflamatórios da cebola foram extintos. “Em peroração, a tendência moderna para comendo vegetais minimamente processados” – vegetais pré-cortados – “em vez de vegetais inteiros [intact] é provável que os víveres estejam associados ao aumento da exposição a endotoxinas orais.” Ainda é melhor consumir vegetais pré-cortados do que nenhum vegetal, mas trinchar os seus próprios vegetais pode ser o mais saudável.

Para alguns outros vídeos e blogs práticos sobre vegetais, confira as postagens relacionadas aquém.

Total
0
Shares
Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts